Aos Pedaços

03/06/2015 § Deixe um comentário

“Nas madrugadas em que a insônia chega com força, tenho vontade de te ligar. Pra não falar nada. Só pra ouvir sua respiração e sentir que você dormiu de novo. Volta e meia uns sparks do seu rosto invadem as linhas dos meus livros e, quando me dou conta, adormeço como se estivesse ao seu lado.

Eu quero fazer muitas coisas pra te ter. Todas inúteis. Ir do Leblon a Copacabana pra te levar flores amarelas. Pichar as paredes do seu quarto com versos de Córtazar. Espalhar caixas de som por toda a cidade, tocando Nando Reis. Apagar os nomes dos países no meu mapa múndi e pôr o seu em todos eles.

Provavelmente, depois de fazer isso tudo, eu apenas tenha um sono mais tranqüilo. Um sono de dever cumprido. Enquanto não consigo, vou me perdendo em cartas e comédias românticas francesas. Todo o resto é você.”

trecho de “Das Cartas”, uma das minhas preferidas do Aos Pedaços, do Rodrigo Levino  [ ah, Rodrigo… ♥ ], que reencontrei durante um chato backup.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Aos Pedaços no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: