Afagos

03/05/2015 § Deixe um comentário

“Balconista de lanchonete há tempos, nunca faltou ao trabalho. Aos trinta e oito anos, ainda está solteira e mora sozinha. Faz diariamente o percurso para a lanchonete sonhando como se estivesse em sono profundo. Ao contrário de sua vida real, nos sonhos é ousada. Como sonha acordada, escolhe os roteiros, os personagens e as melhores locações. Acaba de introduzir em seus sonhos um senhor de meia-idade que viu em uma parada de ônibus. Cabisbaixo, cabelo grisalho, uma maleta de trabalho ao lado e uma grossa aliança, que ela viu no dedo de sua mão esquerda. Imaginou-se amante dele: encontros secretos, experiências sexuais meio violentas, brigas, reconciliações arrebatadoras. Hoje, indo para o trabalho, fantasiou a morte do amante. Já está de olho em outro senhor que viu atravessando a rua, um pouco mais velho que o primeiro.”

“Doces”, um dos microcontos do bom Afagosdo artista plástico e escritor José Rufino.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Afagos no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: