Memórias Perdidas

22/03/2015 § Deixe um comentário

“Meu plano não era assim tão simples, mas parecia factível. Do outro lado da rua, atrás do quartel, havia um denso matagal que eu comecei a usar como se fosse meu banheiro privativo. Fiz isso durante um mês, e então marquei uma consulta com o psiquiatra do posto – um tenente moço, muito bacana, mas sem grande experiência. Ele me passou uma série de testes; mostrou-me borrões de tinta e fez com que eu preenchesse um questionário com 650 múltiplas escolhas que, segundo o Exército, diria exatamente por andava minha cabeça.

Havia perguntas assim: ‘Se você pudesse escolher, seria guarda florestal, mecânico ou florista?’ Eu ficava sempre com a resposta mais feminina. Disse também ao médico que fumava maconha há anos, e que não conseguia usar o banheiro coletivo juntamente com os outros rapazes.

Expliquei que me sentia tão desconfortável a ponto de não entrar na fila para fazer aquilo que, a meu ver, devia ser feito privadamente etc.etc. Disse uma porção de coisas malucas. Quando terminei os testes e o questionário, o doutor explicou-me que levaria ainda mais umas duas semanas para saber o bicho que ia dar. “

trecho de Memórias Perdidas, anotações autobiográficas do porra-louca e genial Chet Baker.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Memórias Perdidas no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: