A Vênus de Quinze Anos

15/03/2015 § Deixe um comentário

“É verdade; eu senti a sua língua tocar um ponto onde nunca havia alcançado antes. E não é que foi uma delícia quando alcançou? Quase me venho outra vez só de pensar! Mas chega desses atrevimentos. Para mostrar como estou comportada, vou prosseguir com a minha história, se você quiser. Quero contá-la porque sei que você deve estar o tempo todo imaginando como uma garota da minha idade pode ser assim tão…como poderíamos dizer, Jack?

– Travessa- sugeri.

– Ah, ‘travessa’, muito bem. Claro que sempre fui precoce, como se costuma dizer, e além disso a amizade com Ylette e todas as coisas maravilhosas que ela fazia comigo levaram-me a amadurecer muito mais rápido que as outras garotas. Devo dizer que eu era uma das favoritas da escola e, quando souberam que eu e Ylette praticávamos o minete, comecei a receber bilhetinhos de várias outras garotas implorando para que eu dormisse com elas. Uma, muito querida, chegou ao ponto de me dar as medidas da língua, que havia tirado com um pedaço de barbante.”

trecho de A Vênus de Quinze Anos, novelinha erótica supostamente escrita pelo inglês Charles Swinburne sobre as peripécias sexuais de Flossie, a Vênus do título, sua amiga Eva e o narrador Jack Archer.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento A Vênus de Quinze Anos no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: