O Pirotécnico Zacarias

24/05/2013 § Deixe um comentário

“A decisão dos assalariados de aumentar o número de horas de serviço deu novo alento ao engenheiro, que esperava vê-los vencidos pela estafa, pois lhes seria impossível manter por muito tempo semelhante esforço coletivo. Logo verificaria seu engano. Além de não apresentarem sinais de cansaço, para ajudá-los vieram das cidades vizinhas centenas de trabalhadores que se dispunham a auxiliar gratuitamente os colegas.

Vinham cantando, sobraçando as ferramentas, como se preparados para longa e alegre campanha. Pouco adiantava recusar-lhes a colaboração, eles mesmos escolhiam as tarefas e as iniciavam com entusiasmo, indiferentes à agressiva repulsa de João Gaspar.”

trecho de “O Edifício”, um dos inquietantes contos da coletânea O Pirotécnico Zacarias, do Murilo Rubião, da qual jamais me recuperarei. Destaque para o pertubador “Teleco, o Coelhinho” e o totalmente verdadeiro “O ex-mágico da Taberna Minhota“, que merecia um post à parte de tão incrível.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O Pirotécnico Zacarias no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: