Sol e nuvens

27/11/2012 § Deixe um comentário

Image

Do pure … in a sense.

Anúncios

Reflexões

21/11/2012 § Deixe um comentário

“Terça-feira. Aula de Direito Financeiro. Trabalho em grupo sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal. Colega à minha frente força a vista para ler as questões no quadro.

– Tá difícil pra ver, Fulana? Esqueceu os óculos?

– Não, tô com lente, mas é que o quadro está com reflexo.

Ao que o perspicaz amigo e fanfarrão de longa data observa, poeticamente:

– O quadro está como nós: refletindo…”

That’s All I Ask

17/11/2012 § Deixe um comentário

Saudades eternas, querido. Feliz aniversário.

Bucólicas

15/11/2012 § Deixe um comentário

Image

A pergunta que fica é: quando fugimos? Da Casa da Valentina, o blog,  como sempre.

O Elogio ao Ócio

08/11/2012 § Deixe um comentário

“Como muitos homens de minha geração, eu fui educado segundo os preceitos do provérbio que diz que o ócio é o pai de todos os vícios. E, como sempre fui um jovem virtuoso, acreditava em tudo o que me diziam, razão pela qual adquiri esta consciência que me faz trabalhar duro até hoje.

Mas apesar de a  consciência ter controlado as minhas ações, minhas opiniões sofreram um verdadeira revolução. Eu acho que se trabalha demais no mundo de hoje, que a crença nas virtudes do trabalho produz males sem conta e que nos modernos países industriais é preciso lutar por algo totalmente diferente do que sempre se apregoou.

É bastante conhecida a história do viajante que, ao ver doze mendigos deitados ao sol, na cidade de Nápoles (isto foi antes da época de Mussolini), disse que queria dar uma lira ao mais preguiçoso. Onze se levantaram para disputá-la, e então o viajante a deu ao décimo segundo.

Foi uma decisão acertada. Mas nos países que não podem desfrutar o sol do Mediterrâneo, o ócio é mais difícil e vai ser preciso muita propaganda para fazê-lo vingar. Eu gostaria que da YMCA iniciasse, após a leitura das próximas páginas, uma campanha para persuadir os jovens de boa índole a não fazerem nada. Se fizerem isso, eu não terei vivido em vão.”

trecho do “Elogio ao Ócio”, artigo do Bertrand Russell que abre livro homônimo. Quase 80 anos se passaram desde sua redação, mas o texto não poderia fazer mais sentido.

O Fazendeiro do Ar

04/11/2012 § Deixe um comentário

Ainda sob o encantamento causado pelas lindíssimas cartas trocadas entre Cyro e Carlos, deixo este pequeno documentário feito pelo Fernando Sabino sobre o itabirano, em 1972. O curta faz parte da série de vídeos Encontro Marcado com Fernando Sabino, que incluiu, além do Drummond, gente da melhor espécie como Pedro Nava Manuel Bandeira.

Brisa

03/11/2012 § Deixe um comentário

do this isn’t happiness.

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para novembro, 2012 em Felicidade estoica.