O Homem de Gênio e a Melancolia

11/10/2012 § Deixe um comentário

“O que deixa evidente a natureza ventosa do vinho é a espuma. Porque o azeite, quando ele está quente, não produz espuma; enquanto o vinho a produz muito, e o vinho negro ainda mais que o vinho branco porque contém mais calor e mais corpo. É por isso que o vinho incita as pessoas ao amor, e é com razão que se diz que Dionísio e Afrodite estão ligados um ao outro; e os melancólicos, em sua maioria, são obcecados pelo sexo. Porque o ato sexual põe em causa o vento.

A prova é o pênis, a maneira pela qual ele conhece, de pequeno que é, uma extensão rápida, porque ele se infla sob o efeito do vento. E além disso, antes que eles possam emitir esperma, nasce um certo prazer naqueles que ainda são crianças quando, bem próximos da puberdade, eles se deixam ir a esfregar seu pênis.

É claro que isso se produz porque o vento percorre os canais por onde, mais tarde, o líquido se transporta. O derramamento do esperma nos intercursos e a ejaculação, é evidente que sua origem é a impulsão que o vento exerce; tão bem que, entre os alimentos e as bebidas, são justamente reputadas afrodisíacas todas aquelas que deixam ventosa a região vizinha ao sexo”

explicação totalmente demais do Aristóteles sobre a relação entre os efeitos do vinho, a melancolia e a excitação sexual, n’O Problema  XXX,1, O Homem de Gênio e a Melancolia. 

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O Homem de Gênio e a Melancolia no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: