O Banquete

20/03/2012 § Deixe um comentário

“Tendo, por mero acaso, encontrado Sócrates, que saía do banho e vinha calçado de sandálias, coisas que lhe eram pouco habituais [risos], perguntei-lhe aonde ia para se ter assim aprimorado.

– Vou cear em casa de Agaton, respondeu-me. Ainda ontem me recusei, por temor à multidão, a assistir às festas que ele dava para celebrar sua vitória; mas prometi lá comparecer hoje. Preparei-me, pois, para me apresentar belo diante de um moço belo. E tu, Aristodemo, estarias disposto a vir cear também, embora não tenhas sido contado no número de convidados? [risos]

– Como quiseres, respondi.”

Platão, muito galhofeiro, em passagem especialmente engraçada dO Banquete, revisitado.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O Banquete no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: