De tua Fílis…

09/05/2011 § Deixe um comentário

Frequentemente, vendo os ventos favoráveis no céu e no mar, disse a mim mesma: “Se ele ainda vive, sem dúvida virá”. Enfim, todos os obstáculos que uma caminhada apressada pode encontrar, meu fiel amor imaginou; fui inventiva para encontrar explicações. Mas tua ausência se prolonga e nem os deuses a quem juraste o trazem, nem a lembrança de meu amor te fazem voltar.

Demofoonte, lançaste ao vento tuas palavras e tuas velas. Queixo-me por nao ver voltarem tuas velas nem cumprirem-se suas palavras.

[…]

Tenho ainda nos olhos o espetáculo de tua partida;vejo tua frota, pronta para navegar, estacionando em meus portos. Ousaste abraçar-me e, inclinando sobre o pescoço de tua amante, imprimir sobre meus lábios ternos e longos beijos, confundir tuas lágrimas com as minhas, queixar-te do favor dos ventos que enfunavam tuas velas e dizer-me, afastando-te, estas últimas palavras: “Filis, espera teu Demofoonte”. Esperaria por ti, que partiste para nunca mais ver-me? Esperaria pelas velas que evitam nossos mares?

Todavia espero: volta para tua amante: já demoraste tanto! Que tua promessa tenha sido falsa somente quanto ao tempo!

carta triste e linda de Fílis a Demofoonte, em Cartas de Amor – As Heróides, do querido Ovídio.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento De tua Fílis… no Felicidade estoica.

Meta

%d blogueiros gostam disto: